Professores de Chapadinha cobram do atual, Magno Bacelar, para que ele pague os retroativos, progressões e rebaixamento dos professores da rede municipal. 

O reajuste do piso salarial do magistério é Lei e de acordo com o artigo 5º da Lei nº 11.738, o reajuste tem validade a partir de 1º de janeiro. O MEC e o Ministério da Fazenda anunciaram a Portaria Interministerial nº 6, de 26 de dezembro de 2018, definindo novo valor per capita para o FUNDEB, estimada em 4,17%.

O atual prefeito, Magno Bacelar, tem travado uma luta para não pagar os direitos garantidos por lei dos professores do município.