De acordo com a Comissão de Defesa e Proteção dos Animais da OAB-MA (CPDA), o vigilante suspeito de esfaquear a cadela Nemeria dentro da Faculdade Kroton/Pitágoras se apresentou à polícia para prestar depoimento nesta quinta (29) e negou o crime.

A CPDA declarou ainda que a comissão tentará agendar uma reunião envolvendo o Ministério Público e a Faculdade Pitágoras para entender melhor o caso e avaliar se houve envolvimento da instituição de ensino, a reunião é para saber se a faculdade poderia ter orientado o funcionário a espantar o animal das suas dependências. 

Após o crime, Nemeria fez suturas na cabeça e uma cirurgia para retirar um dos olhos. Os veterinários agora tratam o outro olho para que ela não perca completamente a visão. A previsão de alta é de até 10 dias, mas a cadela já come normalmente e voltou a andar. 

A cadelinha foi resgatada ensanguentada na última terça (27), dentro da Faculdade Kroton/Pitágoras no Turu, pela dona de um restaurante que a levou para uma veterinária.