O jovem Ayrton Pestana, preso desde terça (16) acusado de assassinar o publicitário Diogo Campos, sobrinho-neto de Sarney, ganhou a liberdade na noite desta quinta-feira (18), após ser declarado inocente.

Um laudo do Instituto de Criminalística (Icrim) confirmou que o carro do pai dele, um Argo vermelho, não foi o mesmo utilizado no crime. A família desde o início alegava que o carro teria sido clonado, já que Ayrton estava com o pai na hora exata do crime. Veja abaixo o vídeo.