Um memorando expedido pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) anuncia a suspensão do projeto voltado ao ensino de artes marciais a detentos do sistema prisional do Maranhão.

O documento informa, ainda, o veto à exibição de produções cinematográficas ou filmagens de qualquer natureza e até mesmo fotografias das unidades prisionais, de custodiados e de servidores realizadas por pessoas não credenciadas ou autorizadas. O recuo, segundo a Seap, foi motivado pela necessidade de maior cautela em relação às ações que envolvam os presidiários, para que a segurança, a ordem e disciplina sejam mantidas.

A iniciativa havia sido anunciada pelo titular da pasta, Murilo Andrade, em postagem nas redes sociais. Porém o documento de autoria do secretário adjunto, vetou a iniciativa de Murilo após a grande repercussão negativa.

Confira o memorando: