O cachorro que foi amarrado e arrastado pelas ruas de Imperatriz pelo seu antigo dono, finalmente chegou ao seu novo lar. O animal que estava aos cuidados de uma ONG, foi adotado durante uma Feira de Adoção, realizada neste sábado (23), pelo Grupo de Proteção aos Animais de Imperatriz (GPAI).

O cão ganhou o nome de “Negão” e foi levado pelo casal Carlos Eduardo Reis e Gláucia Prado, que se sensibilizaram com a história do animal e decidiram adotar o pet. “Ficamos muito sensibilizados com a história do cachorro, e após conversa com meu marido, decidimos, se ele fosse para a adoção, iríamos adotar”, ressaltou a mulher.

Negão passou por tratamento em uma clínica veterinária da cidade, recebeu umchip e foi para a adoção, juntamente com mais 19 cachorros e 10 gatos. Para poder adotar o animal, o casal precisou assinar um termo de responsabilidade.

Entenda o caso 

O caso do cachorro aconteceu no começo deste mês, quando seu antigo dono, um motociclista, foi flagrado cometendo maus-tratos com o animal. O suspeito, identificado como Pedro Barbosa Mirante, teria amarrado o cachorro pelo pescoço em uma moto e o arrastado pelas ruas de Imperatriz.

Após se apresentar espontaneamente na delegacia, Pedro Miranda alegou que puxou o animal com a moto porque o cachorro não queria “ir com ele”. Organizações de proteção aos animais repudiaram o ato do motorista. O caso teve grande repercussão.