A justiça do Ceará suspendeu a investigação do Ministério Público do Estado que apurava a suposta vacinação irregular contra Covid-19 do cantor Weslley Safadão e da esposa, Thyane Dantas, além da produtora Sabrina Tavares.

A sentença da desembargadora Francisca Viana, ocorreu após a defesa do cantor, conduzida pelo escritório do renomado advogado Willer Tomaz, entrar com habeas corpus pedir o trancamento da investigação.

“A acusação é completamente descabida e falaciosa, pois tenta incriminar um inocente por um fato que nem sequer configura crime, num malabarismo argumentativo que não tem espaço no campo do Direito Penal”, argumentou a defesa.

A decisão só confirma a competência do escritório do advogado Willer Tomaz, conhecido pela atuação em favor de políticos brasileiros, empresários e artistas em casos recente de grande repercussão e apelo midiático.