Dois detentos e supostamente líderes de facções, gravaram um vídeo de dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís. No vídeo eles reclamam de tratamentos desumanos, segundo os detentos, presos estariam passando mal, com sintomas de febre, gripe e dificuldades para respirar.

Eles também reclamam da comida, que segundo eles, estariam sendo servida aos detentos estragadas e pedem providências dos Direitos Humanos.

Em um relatório lido por eles, os detentos ameaçam uma grande rebelião com apoio de todas as facções no sistema penitenciário do Maranhão e com milhões de prejuízos ao Governo do Maranhão.

Um dos detentos finaliza o vídeo com um sinal, passando a mão no pescoço, simbolizando mortes supostamente com decapitação, ou seja ‘cabeças serão arrancadas’ como já aconteceu em uma rebelião no passado no governo de Roseana Sarney, onde dezenas de presos foram mortos e tiveram suas cabeças arrancadas do próprio corpo, além de dezenas de ônibus queimados na grande São Luís.

VEJA O VÍDEO: