Apesar do decreto publicado por Jair Bolsonaro no Diário Oficial da União, na noite desta segunda-feira (11), que inclui academias, salões de beleza e barbearias na lista de serviços essenciais, alguns governadores, afirmaram que vão ignorar a decisão do presidente e manter as medidas restritivas para o combate à pandemia do novo coronavírus, entre eles o  governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

O decreto foi publicado por Bolsonaro em seu perfil no Twitter. “Atividades essenciais: academias de esporte, salões de beleza e barbearias”, diz o texto do presidente da República. Além de Bolsonaro, assinam o decreto os ministros Walter Braga Netto (Casa Civil) e Jorge Oliveira (Secretaria-Geral da Presidência).

A reação dos governadores à publicação foi imediata. Flávio Dino (PCdoB) disse que no Maranhão “nada muda até o dia 20” e que as medidas estão mantidas.

“Bolsonaro deveria estar preocupado com a atividade realmente essencial que cabe a ele cuidar, a de presidente da República, e passar a exercê-la com seriedade”, criticou o governador.

Dino, ainda ironizou o “passeio de jet ski” de Bolsonaro e fez uma piada em seu twitter.