Pesquisa da ESCUTEC, realizada entre os dias 13 e 15 deste mês, revela que maioria dos imperatrizenses quer o prolongamento do isolamento social, temendo a proliferação mais ainda do novo coronavírus. Chegam a 58% os que querem que o prefeito Assis Ramos mantenha as atividades não essenciais paralisadas, enquanto 34% acham que todo o comércio deveria ser reaberto.

A pesquisa foi feita por telefone e ouviu 441 pessoas e seus resultados podem variar 5% para cima ou para baixo. Só 8% dos entrevistados não temem a pandemia e dizem que saem de casa a hora que bem entendem; 34% asseguram que só saem às ruas porque são obrigadas (pelo trabalho); 30% informam que só saem em casos de extrema necessidade e 28% estão em total confinamento.

As medidas e ações do prefeito Assis Ramos, principalmente no que se refere às pressões pela reabertura total do comércio, têm aprovação de 58% dos imperatrizenses e contrariam 34%. Os demais 8% se dizem indiferentes.

O prefeito de Imperatriz reafirmou, que diante do resultado da pesquisa, tem plena consciência da aflição que atinge a todos, “principalmente comerciantes e trabalhadores que têm o emprego ameaçado”. Segundo ele, “estamos numa guerra; nos abrigos, ou bunkers, não se ganha dinheiro, mas se preserva a vida. Vai passar, e é importante que estejamos vivos, para recuperarmos o que perdermos ou deixamos de ganhar agora”, salientou.