Os desembargadores das Câmaras Criminais Isoladas do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), decidiram na manhã desta segunda-feira (7), por 2 votos a 1, pela soltura de Manoel Mariano da Silva Filho, conhecido como Junior do Nenzin, que se encontrava preso desde o dia 7 de dezembro de 2017, após, ser acusado pela Polícia Civil e Ministério Público da morte do seu pai, o ex-prefeito de Barra do Corda.  Nenzin.

Junior do Nenzin aguardará o júri popular em liberdade, decidiu os Desembargadores José Ribamar Froz Sobrinho e Tyrone José Silva, que votaram a favor. Já o Desembargador Josemar Lopes Santos votou pela permanência dele na cadeia.