Um homem de 32 anos, natural do Maranhão, foi preso suspeito de cometer dois crimes de estupro de vulnerável contra duas adolescentes. O suspeito foi identificado como Charles da Silva Brito.

O caso aconteceu no ano de 2018, em Anápolis, no interior do Estado de Goiás, e o maranhense teve um mandado de prisão preventiva contra ele cumprido nessa última sexta-feira (15).

Segundo a investigação, em um intervalo de 15 dias, duas adolescentes, à época com 14 e 15 anos, que não se conheciam, foram abordadas logo após saírem da escola, pelo investigado, em um carro cinza. O homem, após convencê-las a entrar em seu carro, embriagou e estuprou as adolescentes.

O ‘modus operandi’, idêntico nos dois casos, chamou a atenção da polícia, que identificou o homem que estuprou as duas adolescentes, e afirmou que ele é natural de Caxias, interior do Maranhão.

Após a decretação de sua prisão preventiva, através de representação da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Anápolis, várias diligências foram realizadas. Na sexta, com o apoio da 17ª Delegacia Regional de Caxias, o investigado foi localizado na cidade de Sinop, no Estado do Mato Grosso, onde foi preso pela Polícia Civil, após compartilhamento de informações.

O homem foi recolhido ao presídio, e deverá ser recambiado para o presídio de Anápolis, nos próximos dias, onde ficará à disposição do Poder Judiciário, para responder pelos dois crimes de estupro de vulnerável, cuja pena pode chegar a 15 anos de reclusão, por cada crime.